|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Valor da oferta

Filme Utilizado Negócio Fechado | Ficção | De Rodrigo Costa | 2001 | 15 min |



Data da Experiência:14/08/2008

Disciplina(s): Língua Portuguesa

Temas transversais: Pluralidade Cultural

Nível de ensino da turma*: Educação de Jovens e Adultos

Faixa etária da turma*: acima de 18 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:18

Autor do relato:cleide brasil rodrigues

Instituição:ESCOLA SENADOR PETRONIO PORTELA
| PE | JABOATAO DOS GUARARAPES
| Estadual
Objetivos do uso do filme
Identificar as características da fala de uma determinada região ao grupo social em diferentes épocas.
Saber diferenciar e valorizar a linguagem oral da linguagem formal.
Conhecer as caracteristicas próprias da fala de uma determinada região ou grupo social.
Expressar-se utilizando a linguagem escrita.
Demonstrar respeito diante das colocações de outras pessoas, no que se refere tanto às idéias quanto aos modos de falar.

Sequência de atividades envolvendo o filme
Preparação da sala para exibição do curta Negócio Fechado, pelos alunos. Explanação sobre tema do filme, orientado-os para observarem todos os detalhes do filme: local, época, conversação, costumes, etc. Realizar pesquisa sobre tema do filme (biblioteca, internet). Coletar imagens das caracteristicas região apresentada no filme. Realizar debate sobre trabalho x negócio x oportunismo, e quais as conseguências desta transação. Realizar seminário (defesa x acusação) para aprovação da transação comercial. Produção textual dos alunos sobre aprovação da transação comercial, para expor no rol da escola.

Comente os resultados da experiência
Durante a apresentação do filme observei o interesse dos alunos pelo modo de falar da região. Procurei orientá-los fazendo algumas interrupções na exibição do filme, salientando que os personagens representam elementos de uma cultura brasileira diferente da sociedade consumista em que estamos inseridos, e que esta competividade da sociedade globalizada, onde tudo a nossa volta é para ser negociado, enfim um mundo voltado para o poder financeiro e não levando-se em consideração o SER o importante é TER. Diante dos fatos expostos ficou registrado que é preciso aprender a conviver, compartilar,e preservar as diversidades culturais do nosso país. E que essa diversidade cultural das nossa regiões é um aprendizado constante, pricipalmente no mundo dos negócios, onde vender e comprar revela-se uma arte, pela maneira de falar, pela expressão própria da região, etc. Ao termino do filme foi realizado um debate sobre o modo de falar , a forma de negociação, em que região estão situados os personagens, as características, o modo de vestir e sevir, foi uma verdadeira coletas de informações, sendo tudo isso registrado em um texto para apresentação do seminário com o grupo de defesa e outro de acusação. Todos ficaram empenhados em suas tarefas e procuraram representá-las da melhor meneira, observando a ortografia das palavras , dando ênfase ao tom característico da região. Foi um trabalho gratificante, pois todos ficaram envolvidos com o novo processo de aprendizagem, em que eles foram sujeitos de suas próprias criações.