|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Cultura, tradição e orgulho de pai para filho


Plano de Aula do Filme Maré Capoeira | Ficção | De Paola Barreto Leblanc | 2005 | 14 min | RJ


Maré Capoeira e Tatuí formam uma dupla memorável. Menino e menina ainda com seus 10 ou 11 anos de idade, são herdeiros de tradições milenares passadas de pai para filhos desde a chegada dos africanos ao Brasil, séculos atrás, ainda na condição de escravos. De seus vários legados que até hoje povoam o imaginário e o cotidiano do Brasil, na gastronomia, música, religiosidade, trabalho, língua ou mesmo na etnia deste povo brasileiro, é na dança, e mais especificamente na Capoeira, que para muitos reside a alegria, a paz e uma boa parte de suas raízes.




Objetivos
Somos herdeiros de inúmeros saberes guardados e a nós trazidos por nossos pais. As etnias que povoam o Brasil, de seus primitivos e originais habitantes (os índios), passando pelos colonizadores portugueses e chegando aos negros africanos, sendo ainda enriquecida anos adiante pelos imigrantes que aqui se estabeleceram, constituíram riqueza ímpar, única, a se fundir e revelar o povo brasileiro. Conhecê-las é objetivo primordial da educação. Comece pela Capoeira, de raízes negras, a traduzir a brasilidade com seus alunos.

Situação Didática
Procure realizar trabalho multidisciplinar tendo por base o tema Cultura Brasileira. Enfoque as etnias que constituíram o nosso país e como cada uma delas, passada de geração para geração, de pais para filhos, ainda hoje está presente em nossas vidas. Para trabalhar a africanidade e, de modo específico a Capoeira, é preciso emparceiramento entre história, geografia, sociologia, português, artes e educação física. Reúna os professores destas disciplinas e discutam a articulação de um projeto no qual, além do filme, sejam feitas demonstrações, estudada as origens, verificados o vocabulário e as bases afro-brasileiras desta dança...

Comentários
Ser brasileiro significa ter debaixo de sua pele, dentro de seu coração e na cabeça ascendência indígena, africana e européia. Sempre com orgulho de toda a nossa ancestralidade, daquilo que recebemos de nossos pais, avós, bisavós. Nossa cultura é rica desde o nascedouro e muitas vezes não nos damos conta disso ou pouco valorizamos esta herança. Desdenhamos o que temos, fizemos e realizamos ao longo de nossa história em detrimento dos feitos de outros povos. Vamos levantar a cabeça e olhar com satisfação para nós mesmos e para nosso país!

Pedagogo Autor do Plano de Aula
João Luíz de Almeida Machado