|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Prevenir-se contra as drogas: O melhor caminho


Plano de Aula do Filme Os Três Porquinhos | Animação | De Cláudio Roberto | 2006 | 4 min | RJ


A droga é uma realidade disseminada pelos quatro cantos do mundo. No Brasil há o tráfico, o consumo e ainda existem rotas pelas quais os tóxicos são enviados para outros países. A repressão a venda e a utilização do crack, maconha, cocaína e outras substâncias entorpecentes não tem sido efetiva quanto aos seus objetivos de acabar com esta atividade ilícita. O melhor a se fazer, em vista do perigo das drogas a rondar lares e escolas é trabalhar pela conscientização das crianças, adolescentes e jovens quanto aos problemas causados pelo uso destes verdadeiros venenos para a saúde humana, que podem até provocar a morte.




Objetivos
A clássica obra Os Três Porquinhos é bastante conhecida e, neste caso específico, é apresentada de forma a inverter os papéis tradicionais, transformando os porquinhos em traficantes e/ou usuários de drogas e o lobo em agente policial que os persegue. Como objetivo primordial no uso com este curta cabe, ao mesmo tempo, abordar as questões relativas aos malefícios da droga, a ilicitude destas ações, os esquemas em que se apóiam os traficantes, inclusive com o conluio de autoridades e, paralelamente, mostrar que não existem papéis sociais definitivos como na fábula, ou seja, que é possível escolher o certo ou o errado independentemente das origens (como no caso do lobo e dos porquinhos, e na vida real, de quem opta pelas drogas e os que vivem sem ela).

Situação Didática
Apesar de ser uma animação e de ter um conto clássico como prerrogativa básica, este material deve ser utilizado com alunos do ensino fundamental ciclo 2 ou ensino médio. É preciso fazer um trabalho prévio sobre as drogas, da realidade em que vivemos aos efeitos destes tóxicos para a saúde humana, abordando inclusive as chamadas drogas lícitas. Conseguir depoimentos de autoridades que combatem o uso, pessoas que auxiliam viciados ou mesmo de ex-consumidores ajuda a dar mais peso neste trabalho. O filme, como alegoria, pode ser utilizado para abrir as discussões, promover debates, estimular a troca de informações e enriquecer o estudo deste tema tão preocupante.

Comentários
Quem já presenciou ou conhece histórias de adolescentes ou jovens drogados sabe o que representa o consumo de entorpecentes para a vida de uma pessoa. Não há final feliz, somente drama, dor, sofrimento e, em alguns casos, o desfecho é ainda mais triste, com uma vida terminando de forma precoce. Prevenir é o melhor remédio. Orientar em casa e na escola, aconselhar, conhecer as amizades mais próximas, ser mais que um pai, mãe ou professor(a), tornando-se alguém em quem o adolescente ou o jovem confia... Todas alternativas e caminhos que podem evitar o trágico encontro com as drogas...

Pedagogo Autor do Plano de Aula
João Luíz de Almeida Machado