|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

A força da cultura de massa, dos padrões de consumo e as estratégias publicitárias


Plano de Aula do Filme Meow! | Animação | De Marcos Magalhães | 1981 | 8 min | RJ


A década de 80 no Brasil foi um período de significativas mudanças e novos ordenamentos no quadro político da nossa sociedade. Foi neste período que houve o início da abertura política, após longo período de ditadura militar, iniciada no final da década de 60.
A população começou a se mobilizar com o objetivo de participar dos destinos do Estado, um exemplo disto foi o movimento das "Diretas já". Apesar das mudanças o país convivia com grandes contrastes sociais e econômicos, fruto de um modelo de sociedade excludente, onde parte da população não tinha acesso sequer aos bens sociais básicos como educação, saúde e habitação.
O período foi marcado pela criação de sindicatos, novos partidos políticos e organizações não governamentais que assumem o papel do Estado em diversas ações de caráter social.
Estas Organizações procuravam conscientizar os indivíduos de seus direitos e deveres tendo como base a educação formal e não formal, pois era necessário que as pessoas se apropriassem do instrumental e de mecanismos básicos para fazer valer seus direitos, tendo na educação o seu principal veículo.
Na questão econômica o cenário foi marcado pelo Plano Cruzado que teve por objetivo conter a inflação e aumentar o poder aquisitivo da população. Com isso o Brasil passou a viver um clima de euforia. O consumo cresceu em todos os extratos sociais, porém, pouco tempo depois, o plano fracassou e inflação voltou de forma galopante.
De acordo com Marly Rodrigues em "A Década de 80 no Brasil: quando a multidão voltou às praças"
os anos oitenta também foram de muita musicalidade, principalmente das bandas de rock. Foi uma década onde a nação brasileira viu renascer a democracia no solo brasileiro pelas mãos de seu povo. Sempre houve aqueles ávidos para ganhar espaço, aproveitaram o momento para ressurgir no cenário político brasileiro. Foi um período marcado por muita esperança por um lado e por muita descrença do outro. Havia aqueles que, após anos de silêncio e muita repressão tinham perdido a esperança, neste ínterim não se formaram lideranças, portanto havia uma geração inteira escassa de lideres.
Os veículos de comunicação apresentavam uma programação vinda especialmente dos EUA, com um grande apelo ao consumo de produtos industrializados e também de marcas. Já os programas produzidos no Brasil eram cópias tupiniquins dos americanos. Assim surgia a "Geração Coca-cola", eternizada por Renato Russo. Não podemos negar, porém, que esse período foi marcado por novidades tecnológicas e efeitos especiais que consagraram no cinema nomes como Steven Spielberg e seus enredos de aventura e fantasia.
É nesse período de grandes mudanças que o diretor Marcos Magalhães cria a animação Meow (1981). Esse Curta conta a história de um gato que gosta muito de leite e que em um dado momento é dado a ele refrigerante. Ele resiste, porém, os apelos da propaganda aumentam e o gato passa a aceitar os novos padrões. Com isso o diretor queria mostrar a força da cultura de massa, dos padrões de consumo e ainda como as estratégias publicitárias apelam ao sexual. É a sexualidade usada como arma para estimular o desejo, com o objetivo de diminuir o senso crítico e a resistência da razão, enquanto a mensagem publicitária é passada. Aos poucos o personagem torna-se dependente do refrigerante, não consegue mais viver sem o consumo então ocorre uma tentativa de volta as origens, onde é oferecido novamente leite ao gato e ele não consegue mais voltar à sua situação inicial perdendo a sua identidade.
O curta Meow continua atual, uma vez que segundo Sevcenko
nesta corrida para o século XXI houve muitas mudanças de valores e o consumismo ficou mais exacerbado. Passamos a ter a mercadoria no centro da cena cultural, a imagem passa a ser mais importante do que o conteúdo, as pessoas passam a ser o que consomem e os jovens são os mais vulneráveis a esse ciclo do consumismo.
A proposta é a utilização de blog, fotos digitais e cartazes (estes para as escolas que não tenham equipamentos de informática) com o objetivo de discutir até que ponto o consumo muda a vida dos jovens e os leva muitas vezes a atitudes impensadas e danosas.




Objetivos
Objetivos gerais:

 Contribuir para uma visão integrada da realidade social onde se discuta o consumo e o papel da comunicação neste cenário.
 Discutir conceitos e valores sociais presentes na sociedade atual e como esses devem ou podem ser alterados.
 Discutir como e quando a TV e outras mídias são usadas como ferramentas de difusão de valores.
 Discutir o papel da propaganda e sua influência na vida dos jovens.
Objetivos didáticos:

 Desenvolver competências de escrita e leitura colaborativa.
 Desenvolver competências de raciocínio crítico quando da procura, seleção e organização das informações sobre o tema e que serão publicados, comentados e discutidos no Blog.
 Aprender as regras básicas de escrita e design gráfico na web assim como tirar fotos digitais e usá-las no blog.

Situação Didática
O professor irá primeiramente preparar os alunos para a apresentação do Curta. Com uma semana de antecedência deve solicitar aos alunos que procurem anúncios em jornais, revistas, Internet que abordem o tema consumo.

Será então apresentado o filme e depois da apresentação será realizado um primeiro debate, com certeza, os alunos estarão ansiosos para conversarem sobre o assunto. O professor pode lançar algumas questões para apimentar a discussão:

 Qual o nível de consumo da população brasileira?
 Porque as pessoas consomem? E o que as leva a consumir?
 Na opinião dos alunos os veículos de comunicação incentivam o consumo?
 Qual o papel da educação nesse processo?

A discussão não terá um fim, e esse é o objetivo do trabalho nesse momento. O professor irá então propor os próximos passos que são: a criação do blog e posteriormente a utilização das fotos digitais no trabalho, e para as escolas que não têm computador a elaboração dos cartazes.


Passo-a-passo

 Familiarização com as ferramentas TIC necessárias ao projeto (editor de texto, Internet, programa de edição de imagem etc)
 Organização dos grupos de trabalho para a captação das imagens e para o processo de escrita colaborativa
 Com a ajuda dos professores, decidir quem será responsável por cada tarefa (recolher informação, escrever esboços, tirar fotografias, lidar com as ferramentas TIC etc)

Para a seleção das informações e imagens que serão disponibilizadas no Blog:

 Os alunos procuram, selecionam e organizam o material sobre o tema (via Internet e/ou Biblioteca)
 Expõem suas idéias e preparam esboços dos textos que serão postados
 Decidem o layout e as imagens que serão incluídas no trabalho como forma de ilustrar a idéia principal do texto
 Os professores acompanham o trabalho dos alunos, dão orientação ao longo de todo o processo e ajudam-nos a lidar com os desafios da elaboração de um blog
 Os alunos inserem os textos e as fotos no Blog.

O trabalho colaborativo:

 Os alunos lêem os posts (informações registradas de em um Blog, cujo nome vem do verbo "to post", em inglês, que é o ato de publicar mais uma informação no blog dos colegas)
 Trocam comentários e avaliam-nos, observando a qualidade da linguagem, conteúdo, layout e a relevância das imagens.

Na elaboração dos Cartazes:

Material necessário para elaboração:

- Papéis de grandes dimensões
- Canetas coloridas de ponta grossa
- Tesouras
- Cola
- Fita crepe
- Revistas velhas

1. Os alunos irão trabalhar os temas a partir da escolha de imagens que ilustrem a idéia do debate - o consumo, a cultura de massa, a propaganda etc
2. Elaboração do Texto
3. Análise do grupo
4. Produção do texto final
5. Montagem dos cartazes - Cada editoria deverá usar um papel de grandes dimensões, escrever o texto e fazer uma composição com imagens que podem ser recortadas de jornais e revistas. É interessante utilizar recursos visuais, como as canetinhas e tintas, para dar destaque a alguns pontos. O texto deve ser formado por frases curtas, uma vez que o leitor estará lendo o texto em pé a uma distância de aproximadamente 1,5m.



Comentários
O BLOG

Os blogs estão deixando de ser apenas "diário virtual para adolescentes" para virar um espaço de discussão e fonte de informações para muitos setores. Atualmente vários jornalistas estão criando seus próprios blogs, a fim de manterem um canal próprio de informação e discussão. Essa nova forma de se comunicar começa a contagiar os alunos, que vêem nos blogs uma alternativa para discutir os temas que lhes interessam e afligem. Na proposta dessa seqüência o blog será utilizado como espaço virtual de discussão e também de difusão da opinião do grupo de alunos.


A Foto digital:

Atualmente as câmeras fotográficas mecânicas estão sendo substituídas muito rapidamente pelas máquinas digitais, que são quase parte integrante dos celulares (a cada dia fica mais difícil conseguir comprar um celular sem câmera).

O que há alguns anos era considerado hobby muito caro, pois fazer fotos dependia de filme, revelação e também de um bom equipamento, hoje é possível fazer com pouco dinheiro e a tendência é que o preço das câmeras digitais caia cada vez mais, devido à grande concorrência entre os fabricantes.

Com isso, as câmeras estão chegando às escolas, e é importante incorporarmos esse recurso às nossas atividades pedagógicas.


Dicas para fazer uma boa foto:

1. Escolha preferencialmente um fundo neutro, liso, que pode ser uma parede.
2. Aproveite a luz natural. Então quando for fazer as fotos abra as janelas, cortinas e portas.
3. Só dever aparecer na fotografia os objetos que fizerem parte do cenário.
4. Para enviar, ou aqui no nosso caso postar as fotos no blog, o aluno vai precisa reduzir o tamanho das fotos, usando qualquer programa de tratamento de imagens (O XNview é um programa gratuito para tratamento de imagens, nele inclusive é possível fazer pequenos retoques nas fotos).


Referências Bibliográficas

Rodrigues Marly. A Década de 80. Brasil: quando a multidão voltou às praças. Coleção: Série Princípios. São Paulo: Editora Ática, 1999.
Sevcenko Nicolau. A corrida para o século XXI. No loop da montanha-russa. Em: Lilia Moritz Schwarcz e Laura de Mello e Souza (orgs.). São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2001.


Sites sobre foto digital:

Planeta Educação:
http://www.planetaeducacao.com.br/novo/impressao.asp?artigo=680
Site para baixar gratuitamente o software para tratamento de imagem http://www.xnview.com/

Pedagogo Autor do Plano de Aula
Maria Elizabeth B. Almeida


Formação: Graduação em Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1973), Mestrado em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1996) e doutorado em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000).
Atividades Profissionais: Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Depto de Ciência da Computação, da PUC/SP. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Tecnologia e Formação de Educadores, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologias na escola, educação a distância, tecnologia e formação de educadores, inclusão digital, gestão escolar e tecnologias.
Publicações: MASETTO, M. T. ; ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de ; ALONSO, Myrtes . Teacher Education in a Digital Environment: an interdisciplinarity experience in a graduate course. Informática na Educação, v. 8, p. 49-60, 2006. ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de . Tecnologias na educação, formação de educadores e recursividade entre teoria e prática: trajetória do Programa de Pós-Graduação em Educação e Currículo. Revista E-Curriculum, Internet, v. 1, n. 1, 2005.
Nível: Ensino Superior
Instituição: PUC/ SP | | SP