|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 2900 { professores: 0 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.

O que eu faço com esta câmera?


Plano de Aula do Filme Avós | Ficção | De Michael Wahrmann | 2009 | 12 min | SP


Não há nada melhor do que um vídeo para inspirar a construção de outros. É baseado neste fato que surgiu a ideia de através do filme "Avós" criar o parecer "O que eu faço com esta câmera?", que nada mais é que uma iniciativa audiovisual onde os alunos criarão vídeos de 1 minuto usando celulares e câmeras fotográficas. A ideia principal é que trabalhem com documentários e registrem o maior número de vídeos possível que retratem momentos importantes em seu cotidiano.




Objetivos
Promover a difusão da cultura da comunidade através do olhar dos alunos Desenvolver competências na produção de áudio e vídeo e publicação na internet Estimular a escrita através da produção de roteiros Promover a infoinclusão Estimular a produção audiovisual.

Situação Didática
Para se fazer a proposta da criação dos documentários de 1 minuto, a primeira atividade deverá ser assistir ao vídeo "Avós" de onde surgirão reflexões como: "O que eu faço com está câmera? O que podemos fazer com a filmadora de nossos celulares ou de uma câmera fotográfica? Podemos registrar o quê? Não poderemos fazer filmes grandes, mas poderemos fazer curtas. Curtas mais curtas do que as do Curta na Escola que acabamos de assistir. Podemos fazer 'curtíssimas' de um minuto. O que lhes parece?" Depois das sugestões iniciais, que os alunos certamente darão, o professor deverá orientá-los quanto a conceitos cinematográficos como, direção, produção, roteiro, edição, direção de fotografia, direção de som, fundamentais para a produção de filmes. Explicar que sem o roteiro e a produção, a filmagem se torna mais difícil. E que o trabalho prévio será fundamental para o sucesso dos curtas. Pode-se convidar trabalhadores da área para uma conversa com os alunos. Noções de filmagem também devem ser dadas. Então, descobrir junto com os alunos qual o melhor cenário, luz, som, atores e demais produções que se façam necessárias, é fundamental para o sucesso dos curtas. Para a edição dos vídeos, caso não haja nenhum aluno que já possua conhecimentos básicos de edição, será necessária a orientação do professor de informática. Sugere-se para os iniciantes o uso do Movie Maker, de fácil utilização, e com o tempo poderão fazer uso de programas mais elaborados. Feito isto, entra-se na fase da divisão das equipes e distribuição das funções de cada integrante. Quem será o aluno-produtor, o aluno-roteirista, o aluno-diretor de fotografia, o aluno-editor, quem publicará os vídeos. A decisão sobre os temas dos documentários também será feita nesta fase e sugere-se que os alunos tenham liberdade para fazê-lo, o que não impedirá obviamente que o professor dê sugestões. A criação do roteiro deve ser feita logo em seguida à escolha do tema com o apoio do professor. A gravação dos documentários deve ser agenda com toda a equipe. Nesta fase o aluno-diretor de fotografia tem papel fundamental, o que não dispensa a o trabalho dos demais envolvidos. Caso opte-se por filmar pessoas não se pode esquecer de pedir autorização de cessão de imagem assinada. Após as filmagens chega o momento do refinamento do material bruto. O aluno-editor será responsável por filtrar e selecionar os resultados obtidos, lembrando que todo conteúdo audiovisual, não poderá conter mais que 1 minuto. A edição das imagens requer concentração. Por isto neste momento o aluno-editor deve estar sozinho ou acompanhado apenas do aluno-diretor. Pronto os documentários, os alunos poderão postá-los no Youtube ou criar um videolog (sugestão - http://www.vimeo.com/) para o projeto. Esta ação permitirá a participação da comunidade através de interatividade na rede, além de dar visibilidade às ações realizadas. Sugestões de sites: Vimeo - http://www.vimeo.com/ Youtube - http://www.youtube.com/ Festival Ver e Fazer Filmes - http://www.festivalverefazerfilmes.org.br/2010/

Comentários
A avaliação deve ser feita durante todo o processo de criação dos "nanodocumentários", além de serem avaliados na última etapa do projeto, por educadores que podem ser convidados especialmente para o processo avaliativo. Com os vídeos publicados na internet, os participantes poderão obter reconhecimento de suas atividades e visão avaliativa feita pela comunidade. Para isto, podem-se criar sistemas de enquetes com comentários e disponibilizá-los no videolog.