|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Uma mistura de raça - Conflito existencial

Filme Utilizado O Xadrez das Cores | Ficção | De Marco Schiavon | 2004 | 22 min | RJ



Data da Experiência:20/10/2008

Nível de ensino da turma*: Educação de Jovens e Adultos

Faixa etária da turma*: acima de 18 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:18

Autor do relato:cleide brasil rodrigues

Instituição:ESCOLA SENADOR PETRONIO PORTELA
| PE | JABOATAO DOS GUARARAPES
| Estadual
Objetivos do uso do filme
Possibilitar conhecimentos e vivências que cooperam para que se apure sua percepção de injustiças e manifestações de preconceito e discriminação que recaiam sobre si mesmo, ou que venha a testemunhar - e para que desenvolva atitudes de repúdio a essas práticas.
Incentivar a participação de todos os alunos, para expressar suas opiniões e sentimentos sobre o racismo no Brasil.
Discutir a questão racial- o preconceito e a discriminação racial, bem como as relações que existem entre as classes sociais.
Reconhecer
e assimilar
valores morais que podemos entender como universalmente desejáveis.

Sequência de atividades envolvendo o filme
Preparação do ambiente para exibição do filme realizado pelos alunos. Explanação sobre tema do filme,questão racial(discriminação, preconceito)no Brasil. Pesquisar a Declaração Universal dos Direitos Humanos, um dos documentos básicos da Nações Unidas, assinado em 1948. Realizar pesquisa sobre o Estatuto do Idoso (2003). Coletar material sobre tema do filme - imagens, fotos,reportagens, etc. Preparar folheto informativo sobre tema do filme, utilizando Declaração Universal dos Direitos Humanos. Distribuir folheto no Dia da Consciência Negra (20 de Novembro) na comunidade escolar e seu entorno.

Comente os resultados da experiência
O momento da exibição do filme foi muito interessante, pois todos ficaram atentos aos detalhes dos personagens, o modo de falar (discriminatório, desprezível,agressivo),e em tom de deboche,brincadeira das crianças, moradia(favela),desigualdade social,econômica e cultural, etc. Estes fatos foram observados pelos alunos após término do filme. Todos esses fatos foram registrados em forma de texto e imagem do cotidiano vivenciado e que retrata o mundo em que estão inseridos. Procurei orientá-los na construção do texto e das imagens, tomando como base a Declaração Universal dos Direitos Humanos e o Estatuto do Idoso para que pudessem relatar fatos e imagens com fundamentação legal (cota universidade,assédio verbal, segregação de raça, cor e pele, etc, fatos estes que são registrados diariamente neste mundo globalizado em que estamos inseridos.Além de ter sido observado a situação do negro no Brasil: indicadores sociais (nível de escolaridade, condições de moradia) e econômicos (ocupações, nível de renda).Também foi discutidos, após informações obtidas a questão do direito a cidadania e da igualdade em relação ao gozo dos mesmos. Neste contexto de múltiplas possibilidades de diálogo e informação na busca pelo conhecimento para a transformação dos fatos, ao reconhecer e assimilar valores morais que podemos entender como universalmente desejáveis, através da compreensão crítica da realidade em que vivem, espero que venham, verdadeiramente, agregar novas visões e atitudes diante do tema central. Enfim ajudar os alunos a perceber seu entorno social com outros olhares, como sujeito de sua própria história.