|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

A infância não existe

Filme Utilizado A Invenção da Infância | Documentário | De Liliana Sulzbach | 2000 | 26 min | RS



Data da Experiência:22/09/2008

Disciplina(s): Artes , Ciências Sociais

Nível de ensino da turma*: Formação de Educadores

Faixa etária da turma*: acima de 18 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:48

Autor do relato:Sandra Tonidandel

Instituição:SANTA LUCIA, ESC MUL-ED INF E ENS FUND
| PR | SANTA LUCIA
| Municipal
Objetivos do uso do filme
Ilustrar as diferentes percepções de infância ao longo da história da humanidade e frisar sob uma perspectiva sócio-histórica o constructo moderno de infância, para então, trazer a discussão como as diferenças socioeconômicas determinam a infância, de diferentes formas, de
acordo com sua
condição social e material.
Apontar, como a cultura audiovisual, influencia o comportamento infantil, igualando novamente criança e adultos, como no período Medieval e Idade Média.
Colocar-se na difícil tarefa de reconhecer o que é peculiar da criança, sua especificidade e, acima de tudo, entendê-la como cidadã, sujeito crítico que produz cultura, para assim, compreendê-la e contruir uma prática pedagógica adequada, favorecendo seu desenvolvimento cognitivo.

Sequência de atividades envolvendo o filme
Exposição oral em forma de seminário da trajetória histórica da construção do conceito de infância. Argumentação da inexistencia de infância, fundamentada por Michel Foucault. Exibição do filme "A invenção da infância", de Liliana Sulzabch, do Curta na Escola. Confronto teórico com o filme e questionamentos sobre a condição social das crianças, do conceito de infância consolidado com a modernidade e sua aplicabilidade na prática.

Comente os resultados da experiência
A experiênica resultou em um grande e rico debate, sobre a situção atual da criança, e o percurso da construção do conceito de infância. O filme, oportunizou ilustrar de forma muito clara e objetiva esse caminho percorrido pela infância ao longo do tempo e do espaço e em diferentes sociedades, emocionando os expectadores, conduzindo-os a um olhar a seu contexto social, até então, nunca observado de forma tão clara.